Teteus Bionic: o sonho é o universo. Inspire-se!

Hoje em dia, a galerinha saca tudo de informática! Todo mundo sabe as manhas dos jogos, editar vídeos para postar no youtube, ensinar a avó a usar o celular.

Mas o Matheus Barbosa Moraes, o Teteus Bionic, de 11 anos, aprendeu muito cedo a programar no computador. Isso mesmo. O menino curioso aprendeu tanta coisa que começou a dar aulas de programação para outras crianças com apenas 9 anos!

Trabalho voluntário

Ele dá aulas numa ONG em Mauá/SP, que trabalha com crianças carentes. A iniciativa é do pai dele, Michael Moraes, que é mentor e companheiro de todas as horas de Teteus. O pai conta que Teteus aprendeu a programar assim que começou a ler. Trabalhou um ano como assistente no projeto e com nove anos começou a ensinar por conta própria. Ele ensina programação de jogos e robótica.

Teteus fala que as outras crianças se sentem confortáveis em ter um professor da mesma idade que elas, porque as crianças falam a mesma língua e se entendem.

Quero ser astronauta

Mas pensa que Teteus parou por aí? Nada disso. Ele também começou a estudar outra grande paixão, a astronomia. A paixão é tanta que ele chegou a conhecer um engenheiro da Nasa (agência espacial dos EUA), Gabe Gabrielle, que apresentou a ele um projeto de satélite artificial. Os dois começaram uma amizade que nem o idioma nem a idade podem separar.

E Teteus aposta alto em seu sonho estelar: “Eu me vejo no futuro trabalhando para a Nasa, no espaço. Adoro a ideia de gravidade zero.”

Acredite no seu sonho

Hoje Teteus dá palestras em vários eventos de informática, como na Campus Party, que aconteceu em Brasília em junho de 2017. Com muita desenvoltura, ele incentiva outras crianças a acreditar no seu próprio sonho.

“Você deve ser feliz e fazer o seu melhor e confiar em si mesmo.  Deve seguir o sonho, sem aceitar a imposição dos sonhos dos outros”, ensina o menino de 11 anos.

Além disso, Teteus mantém um canal no Youtube com muitas dicas de programação e astronomia.

E aí, o Teteus é ou não é uma inspiração para outras crianças???

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos