Raphaele: destaque às mulheres

Com apenas de 17 anos de idade, Raphaele Godinho criou um projeto que tem como finalidade chamar a atenção para valor e o papel da mulher na história do Brasil e do mundo. O que ela tem feito, inspira-nos! 

Raphaele mora em Mairinque/SP, com sua mãe e irmã. Aos 14 anos de idade, ainda no colégio, começou a participar de todas as atividades extracurriculares da Escola de Tempo Integral Professor José Pinto do Amaral, em sua cidade.

Quando estava cursando o 2º ano do ensino médio, em setembro de 2016, Raphaele teve que pesquisar informações sobre Maria Antonieta, personagem da Revolução Francesa. Entretanto, após muitas buscas , chegou à conclusão que se falava muito mais do rei Luís XVI do que da rainha.

Intrigada, Raphaele começou a se perguntar por que havia tão poucas informações sobre mulheres que tiveram papel relevante na história?

Projeto de resgate e valorização da mulher

Tamanha falta de informações sobre a figura feminina nos livros de histórias das escolas, motivou-a pesquisar sobre outras mulheres. De novo, não encontrou muita coisa. Foi aí que teve a ideia de criar um projeto educativo que resgatasse o valor das mulheres e o papel por elas desempenhado.

Assim nasceu o projeto Resgatando e Valorizando a Mulher. Deu tudo tão certo que, com este projeto, acabou selecionada para o Parlamento Juvenil do Mercosul 2016-2018. Atualmente Raphaele representa o Brasil no órgão.

Raphaele também participou do Parlamento Jovem Paulista em 2016 e do Parlamento Jovem Brasileiro, na Câmara dos Deputados, em 2017. Neste, atuou como presidente da Comissão de Cultura, Esporte e Turismo – CCET.

Como funciona

São realizadas atividades como montagens de painéis temáticos, gincanas e exibição de filmes em escolas, durante os horários vagos dos estudantes. As exposições narram histórias e biografias de grandes mulheres da humanidade e temas como violência e preconceito são abordados. O dinheiro para viabilizar o projeto vem de doações.

Além dessas atividades, Raphaele e Karine Oliveira, sua colaboradora, também formam outras meninas para que desenvolvam por conta própria os trabalhos nas escolas participantes. “É mais um jeito de permitir que outras meninas possam atuar e ter voz”, diz Raphaele.

Duas escolas da cidade de Mairinque/SP já estão executando o projeto: a Escola Estadual Professor José Pinto do Amaral e a Escola Estadual Professora Maria de Oliveira Lellis Ito.

Inspirações de Raphaele

A história da Nobel da Paz, Malala Yousafzay, inspira Raphaele na luta pelos direitos da mulher. Ela acredita que a melhor maneira de mudar o mundo é se pôr no lugar do próximo e que, se houvesse mais empatia, muitas dessas diferenças e conflitos da humanidade não existiriam.

Livros e filmes

Como qualquer garota de sua idade, Raphaele gosta de ver filmes, como Histórias Cruzadas, Estrelas Além do Tempo e Eu sou Malala. Também gosta de ler e indica os livros: o Extraordinário, e as obras de Agatha Christie. Suas bandas de música favoritas são Coldplay e Imagine Dragon. Suas matérias preferidas na educação básica eram história, filosofia, inglês e português.

E aí? Ficou inspirado pela história de Raphaele Godinho?

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos