Raphaele Godinho: destaque às mulheres

Aos 17 anos de idade, Raphaele criou um projeto de valorização do papel da mulher na história do Brasil e do mundo. 

Quando cursava o 2º ano do ensino médio, em 2016, Raphaele Godinho precisou pesquisar informações sobre Maria Antonieta, personagem da Revolução Francesa. Mas após muitas buscas, chegou à conclusão que se falava muito mais do rei Luís XVI do que da rainha. Intrigada, a estudante, que mora em Mairinque (SP), começou a se perguntar por que havia tão poucas informações sobre mulheres que tiveram um papel relevante na história.

Foi aí que Raphaele teve a ideia de criar um projeto educativo para resgatar o valor das mulheres e o papel desempenhado por elas em momentos históricos. O projeto “Resgatando e Valorizando a Mulher” deu tão certo que sua autora acabou selecionada para o Parlamento Juvenil do Mercosul 2016-2018. Raphaele também participou do Parlamento Jovem Paulista em 2016 e do Parlamento Jovem Brasileiro, na Câmara dos Deputados, em 2017. Neste, atuou como presidente da Comissão de Cultura, Esporte e Turismo – CCET.

Como funciona o projeto

São realizadas atividades como montagens de painéis temáticos, gincanas e exibição de filmes em escolas, durante os horários vagos dos estudantes. As exposições narram histórias e biografias de grandes mulheres da humanidade e temas como violência e preconceito são abordados. O dinheiro para viabilizar o projeto vem de doações.

Além dessas atividades, Raphaele e Karine Oliveira, sua colaboradora, também formam outras meninas para que desenvolvam, por conta própria, os trabalhos nas escolas participantes. “É mais um jeito de permitir que outras meninas possam atuar e ter voz”, diz Raphaele.

Reconhecimento nacional e internacional

A iniciativa de Raphaele é tão importante que inspirou um Projeto de Lei! A deputada federal Tabata Amaral cita a ideia da jovem na justificativa do PL 557/20, que determina “o destaque, nos currículos escolares de todos os níveis de ensino, para os conteúdos relativos aos direitos humanos, à equidade de gênero e de raça ou etnia e ao problema da violência doméstica e familiar contra a mulher”.

Para Raphaele, é mais uma confirmação de estar no caminho certo. “É um reconhecimento em nível nacional, a ponto de virar um projeto de lei. Significa que o que estou fazendo tem impacto”, comemora.

Fora do Brasil ela também se destaca! A organização Vital Voices, que identifica e apoia mulheres líderes em todo o mundo, descobriu o projeto e selecionou Raphaele como uma de suas embaixadoras, pela relevância da ação na valorização do papel das mulheres na sociedade.

Raphaele também foi uma das 35 jovens selecionadas em todo o mundo pela fundação We Are a Family para participar do Three Dot Dash Global Teen Leaders 2020, em Nova York. O evento global reúne pessoas de 15 a 19 anos que afetam positivamente suas comunidades, com ações nas mais diversas áreas.

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos