Trabalhando o tema “Abuso Sexual”

Ilustração. Ao fundo, a parede de uma casa, com alguns tijolos à mostra e duas janela. Uma delas está aberta e uma mulher loira, de camisa vermelha olha pra rua. Ao centro, Isabela Todabela, uma menina de 11 anos, cabelos negros, saia azul, camiseta amarela e mochila lilás, acena para a moça da janela. Atrás de Isabela, a sombra de um home parece persegui-la.

A violência sexual põe em risco o bem-estar e o futuro de crianças e adolescentes. As consequências podem ser tão graves a ponto de comprometer um desenvolvimento saudável e até a capacidade de aprendizagem da vítima. Por isso é tão importante que a escola se torne uma aliada no combate a este tipo de crime.

Saber identificar o abuso e a exploração sexual infantil é o primeiro passo para que as crianças possam se proteger ou buscar ajuda. Tão importante quanto isso é enxergar a escola como um ambiente de acolhimento, onde se possa ser escutado e respeitado.

Ainda que o tema seja delicado e envolva um assunto tão difícil, o educador pode fazer a diferença na garantia da proteção dos direitos da infância e da adolescência. Para isso, ele também precisa conhecer as dimensões do fenômeno e saber como enfrentá-lo.

Público-alvo: estudantes do segundo ciclo do ensino fundamental.

Disciplinas trabalhadas e conexão curricular: abordagem interdisciplinar e transversal. Este tema pode ser trabalhado nas disciplinas de língua portuguesa, geografia, ciências e artes.

Objetivo: conscientizar os estudantes da existência deste crime, apresentar mecanismos de proteção e denúncia.

Atividades

Sugerimos três atividades de 40 minutos que não precisam ser sequenciais. A ideia é que elas possam ser realizadas de acordo com as possibilidades do educador e da própria escola.

Atividade 1: organizar uma roda de conversa com os seus estudantes. Perguntar o que eles já ouviram falar sobre o assunto e explicar sobre a importância de se estar atento a si mesmo e ao próprio corpo. Há uma analogia interessante a fazer entre o corpo e a casa, comparando a violência ao corpo àquela que pode acontecer quando invadem nosso lar, quando destroem nossos objetos e machucam quem está lá dentro.

A conversa pode ser sobre:

  • Diferença entre abuso e exploração sexual;
  • Possíveis abusadores;
  • Como saber se se está sendo vítima de abuso sexual;
  • Como se prevenir;
  • Quem pode ajudar.

ATENÇÃO: esta atividade pode ser realizada em duas etapas. A primeira é a roda de conversa em que se pode ter uma ideia do que os estudantes conhecem. A segunda pode ser depois que eles pesquisarem informações sobre os itens propostos na conversa. Essas informações estão disponíveis na publicação Seu corpo, sua casa.

Atividade 2: apresentar a animação Isabela Todabela em sala de aula. Interrompê-la antes do final feliz e pedir para que os estudantes digam como acham que acabou. Depois de ouvir os estudantes, abrir espaço para uma conversa sobre:

  • Quais são os possíveis comportamentos suspeitos de um adulto abusador?
  • A quem recorrer?
  • Como buscar ajuda?
  • A situação da menina poderia ter sido evitada? Como?

Desdobramento possível: pedir que os estudantes anotem em seus cadernos as principais informações e que, na aula seguinte, tragam sugestões de como fariam para sensibilizar os colegas sobre este problema. Como evitar, como se proteger, etc.

Atividade 3: apresentar a Radionovela do Plenarinho contra a Exploração Sexual, que traz a mesma temática da revistinha, ou levar os estudantes para o laboratório de informática (caso não haja, a revistinha pode ser lida do celular ou como atividade de casa).

Os estudantes devem ser orientados a ler o texto e a responder os passatempos. No momento seguinte, pedir que digam o que entenderam.

Assuntos que devem aparecer na conversa:

  • Diferença entre abuso e exploração sexual;
  • Possíveis abusadores;
  • Como saber se se está sendo vítima de abuso sexual;
  • Como se prevenir;
  • Quem pode ajudar;
  • O que é pedofilia?

Desdobramento possível: organizar uma campanha de conscientização da comunidade escolar sobre este problema, apresentando a teia de proteção que existe no município. Quem são os entes que podem ajudar.

Avaliação: conversar com os estudantes sobre o que acharam das atividades: se as julgaram importantes; se estão mais conscientes do problema; se fariam algo diferente, caso fossem eles a organizar as atividades.

Material necessário:

Revistinhas e/ou computadores ou celulares (caso a escola permita) com acesso à internet para exibição da animação, da radionovela e das publicações.

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

16 Comentário(s)

  • by Eliane Rodrigues postado 11/07/2017 09:37

    Usei apenas a revistinha na aula, fiz a introdução falando dos cuidados com nosso corpo, depois entreguei as revistinhas para que lessem em duplas, os alunos alfabetizados leram para os não alfabetizados, depois conversamos sobre a historia e expliquei como identificar e o que é abuso sexual. Depois fizemos as atividades da revistinhas.

    • by Turma do Plenarinho postado 26/07/2017 11:00

      Olá, Eliane! Que interessante o trabalho que você fez. Ficamos felizes em saber como as revistinha estão sendo usadas em sala de aula. Obrigada por compartilhar!

  • by michelle almeida de oliveira maia postado 10/05/2018 08:47

    bom dia, sou psicologa e gostaria de saber se voces disponibilizam o video para utilizarmos em palestras?

    • by Turma do Plenarinho postado 10/05/2018 12:11

      Bom dia, Michelle! Que bom que você se interessou por nosso material. Se você quiser apresentar o vídeo, basta entrar no portal ou no Youtube durante a sua palestra. Ficaremos muito felizes em ver o que fazemos chegar cada vez mais longe. Abraço da Turma

  • by Luciana cristina Akim da vitoria postado 22/05/2018 15:47

    Gostaria de receber as revistinhas para trabalhar a temática do combate ao abuso sexual infantil.

  • by Luciana cristina Akim da vitoria postado 22/05/2018 15:49

    Gostaria de receber as revistinhas para trabalhar a temática do combate ao abuso sexual infantil.Pois,sou professora dos anos iniciais.

  • by sivania postado 23/10/2018 19:25

    Ola! Boa noite queria receber a revista sou da zona da mata de Pernambuco fiquei encantada.

    • by Turma do Plenarinho postado 26/10/2018 17:28

      Oi, Silvânia! Por conta da Lei das Eleições ainda não podemos enviar revistinhas. Fique ligada no nosso portal e nas redes sociais do Plenarinho que informaremos assim que o formulário de solicitação de material estiver disponível. Abraço da Turma

  • by Marlene Armando postado 28/03/2019 16:59

    Gostaria de receber as revistas como faço cadastro.

    • by Turma do Plenarinho postado 28/03/2019 18:12

      Olá, Marlene,

      Nosso público preferencial pra envio de publicações são instituições de ensino, escolas legislativas, serviços de assistência social e conselhos tutelares. Se você está pedindo por seus filhos ou sobrinhos, que tal apresentar o Plenarinho à escola deles? Assim, os professores conhecerão nosso conteúdo e a revistinha chegará até vocês!

      Abraços da Turma!

  • by erica postado 07/06/2019 13:52

    Não consegui concluir o cadastro para solicitar as revistinhas, podem me ajudar? trabalho na assistencia social de minha cidade. Obrigada.

    • by Turma do Plenarinho postado 10/06/2019 11:31

      Oi, Erica! Você conseguiu, sim. Sua solicitação foi registrada em 07/06, às 10h54. Abraços da Turma!

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos