França proíbe celulares e tablets em escolas públicas

Ilustração. Fundo multicolorido. Ao centro há uma mochila verde com dois bolsos na frente, um superior pequeno e o outro médio abaixo. Do lado da mochila tem um bolso com um celular. No celular tem um símbolo de proibição: um círculo vermelho atravessado com uma linha diagonal.

Os celulares e tablets já viraram uma febre. Até nas escolas, várias crianças e adolescentes levam seus aparelhos e ficam acessando a internet todo o tempo que podem.

Pois a França aprovou em 2018 uma lei proibindo o uso dessas tecnologias nas escolas. O presidente da França, Emmanuel Macron, sugeriu a lei ainda em sua campanha eleitoral em 2017. Ele acha que os jovens franceses usam as tecnologias de forma excessiva. O Parlamento francês aprovou o texto proibindo o uso de tablets e smartphones nas escolas em 30 de julho de 2018.

Desde 2010

A proibição do uso dessas tecnologias vale na França desde 2010, mas era apenas nas salas de aula. Com a lei aprovada, a restrição atinge todo ambiente escolar, até mesmo durante o intervalo o uso não é permitido.

E você, concorda ou discorda dessa medida? Acha que essas providências são exageradas? Ou realmente é preciso limitar o tempo em que a garotada fica conectada?

Você concorda com a lei francesa de proibir celulares e tablets nas escolas?
  • Sim 67%, 2 votos
    2 votos 67%
    2 votos - 67% de todos os votos
  • Não 33%, 1 voto
    1 voto 33%
    1 voto - 33% de todos os votos
Total de votos: 3
09/08/2018

 


 

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos