Dia da Pizza

O dia 10 de julho é o Dia da Pizza. A data começou a ser comemorada em 1985. A cidade de São Paulo já era conhecida por seu amor a essa comida e o Secretário de Turismo da época, Caio Luís de Carvalho, decidiu promover um concurso para decidir qual seria a melhor pizza da cidade. O concurso elegeu as 10 melhores pizzas paulistanas nos sabores margherita e mussarela. No dia do encerramento da festança, os organizadores homenagearam a atitude do secretário e decretaram que o Dia da Pizza seria comemorado no dia de seu aniversário, 10 de julho.

 

História

A pizza não surgiu, como muita gente pode pensar, na Itália, a terra das massas. A história desse quitute começou há cerca de 6 mil anos, com uma receita de egípcios e hebreus. Nessa época, o que existia não era a pizza que conhecemos hoje, mas uma massa de farinha misturada com água conhecida como “pão de Abrahão” ou “piscea” – de onde veio o nome pizza.

Milhares de anos depois, os italianos inovaram e colocaram tomate na massa. A pizza era, então, comida dobrada, como um sanduíche.

Os temperos e sabores variados começaram a ser usados depois que o padeiro napolitano dom Raffaele Espósito, para agradar o rei Umberto I e a rainha Margherita, acrescentou queijo mussarela, tomate e manjericão à massa tradicional que se comia na época.

A ideia foi um sucesso e, em homenagem à rainha, a novidade foi batizada de pizza margherita. Ah! E o detalhe é que os ingredientes da pizza margherita tinham as cores da bandeira italiana – verde, vermelho e branco.

Depois das inovações do padeiro Raffaele Espósito, os cozinheiros não pararam mais de criar. O resultado é que hoje é possível saborear pizzas de sorvete, cupuaçu e charque com jerimum. Viva a criatividade!
Com informações do Portal Aprende Brasil.

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos