Lei antibullying

Ilustração. Em uma sala de aula, a professora está de costas para os alunos. Zé Plenarinho e Adão estão sentados nas cadeiras da frente e parecem incomodados. Dois alunos sentados no fundo da sala jogam bolas de papel nos colegas da frente.

Infelizmente, o bullying ainda é uma realidade presente nas escolas. Você já viu alguém sofrer bullying? Ou, de repente, até foi vítima dessa prática tão cruel?
Pensando nisso, a Câmara fez um projeto, que se transformou na Lei 13.185/2015, criando o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (Bullying).

A intimidação sistemática (bullying) é todo ato de violência física ou psicológica, intencional e repetitivo, que ocorre sem motivo, praticado por indivíduo ou grupo, contra uma ou mais pessoas, com o objetivo de intimidá-la ou agredi-la, causando dor e angústia à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

O bullying inclui ataques físicos, insultos, apelidos maldosos, ameaças, expressões preconceituosas, isolamento, ameaças, chantagens, furto de lanches ou materiais, entre outras humilhações. A Lei 13.185/2015 também abrange o cyberbulling, realizado via internet, para depreciar, provocar violência, modificar fotos ou dados pessoais com o objetivo de atacar alguém.

A Lei antibullying prevê a capacitação de professores para ações de discussão, prevenção, orientação e solução do problema. Outras medidas são a promoção de campanhas educativas e a orientação aos pais, para identificar vítimas e agressores.

Ninguém ganha nada com o bullying. Por isso, é preciso sempre exercitar a cidadania, a empatia e o respeito, para uma cultura de paz e tolerância mútua.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Conte para o Plenarinho, na caixa de comentários logo abaixo.

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

5 Comentário(s)

  • by vbhfuvyk postado 17/10/2017 21:41

    \[;)]/

  • by jõao de barro postado 30/08/2019 01:29

    Hoje vejo no rosto de quem já fez bulling comigo que eles tem muito medo de eu guardar magoa agora que nos tornarmos adultos. Crianças são crueis por natureza e não pensam no futuro. Não guardo mágoa porque aprendi desde cedo a lidar com isso, mas vejo constantemente que se culpam.

    • by Turma do Plenarinho postado 30/08/2019 12:50

      Por isso é tão importante investir na educação das crianças, João – para que outros meninos e meninas não sofram com o bullying como você infelizmente sofreu. Abraços da Turma.

  • by LUCIMÁRIA ALVES postado 06/09/2019 09:56

    Penso que este tema é muito abrangente, é precisa ser implantado um sistema de assunto,para formações de professores também, pois muitos desconhecem o assunto é não sabem como fazer para prevenir os ataques em sala de aula,e fora dela em um trabalho em parceria com as famílias.

    • by Turma do Plenarinho postado 06/09/2019 11:47

      Com certeza, Lucimária. Abraços da Turma.

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos