Dia Nacional da Consciência Negra

Ilustração. O fundo é multicolorido com formas geométricas que se assemelham a triângulos e caracóis. No centro, Ana Légis está em pé e sorri. Ela usa na cabeça um pano amarrado na parte da frente, sobre a franja ondulada. Usa vestido na altura dos joelhos com a mesma estampa do turbante da cabeça: linhas onduladas em tons de roxo, rosa e amarelo.

Dia 20 de novembro foi a data escolhida em homenagem a Zumbi dos Palmares, um guerreiro que lutou muito contra a escravidão no Brasil e morreu neste dia, em 1695.

A data representa uma oportunidade para refletirmos sobre a condição social dos negros no Brasil, sobre representatividade, sobre suas conquistas e desafios.

De todos os países da América Latina, o nosso é o que reúne a maior quantidade de jovens afrodescendentes. Mesmo assim não está livre do racismo. Relatório lançado pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 2014 revelou que os negros são os que mais são assassinados, são a maioria da população presa, são os que ganham menores salários e que frequentam a escola por menos tempo. Nos postos de governo, são os menos presentes. O relatório mostrou ainda que as taxas de analfabetismo entre os negros são duas vezes maiores em relação aos demais brasileiros.

Datas como esta são importantes para que haja reflexão sobre o papel da população negra na sociedade e para chamar a atenção sobre os graves efeitos da discriminação racial que ainda existe. E, principalmente, sobre a necessidade de continuar lutando para que todos, todos mesmo, tenham direitos iguais.

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos