Tia Ciata

Hilária Batista de Almeida, a tia Ciata, é uma das personagens mais importantes da História do Samba! Sua existência, no entanto, passou muito tempo esquecida, o que costuma acontecer a muitas mulheres – em especial, às negras.

Ela nasceu em Santo Amaro, na Bahia, no dia 13 de janeiro de 1854, e desde cedo esteve muito ativa nas manifestações culturais e religiosas originárias da África.

Aos 22 anos, mudou-se para o Rio de Janeiro, fugindo da perseguição que havia aos praticantes do candomblé lá em Salvador. Levava consigo uma filha pequena e o samba-de-roda, que surgira recentemente na Bahia.

No Rio, formou nova família ao se casar com o funcionário público João Batista da Silva, com quem teve 14 filhos. Por lá, tornou-se mãe-de-santo muito respeitada – era Ciata de Oxum, mais conhecida como tia Ciata.

Era uma quituteira de mão cheia! Sua casa estava sempre cheia de gente, que vinha para saborear comida baiana e curtir uma boa batucada – que, àquela altura, já era o samba carioca. Estavam sempre por lá grandes nomes da música brasileira, como Pixinguinha, Donga, Heitor dos Prazeres, João da Baiana, Sinhô e Mauro de Almeida.

Por toda a vida, tia Ciata foi uma grande promotora da cultura negra e das tradições africanas no Rio de Janeiro. Nas festas que ocorriam em sua casa, além de festejar os orixás, os convidados jogavam capoeira, comiam as delícias que ela preparava e caíam no samba. Tia Ciata, aliás, mandava bem no partido alto, o samba de improviso, e sambava miudinho como ninguém.

Tia Ciata morreu em 1924, antes de o samba ser legalizado. Mas revive cada vez que uma baiana gira as saias nas escolas de samba.

Curiosidades

Você sabia que o primeiro samba gravado no Brasil (“Pelo Telefone”, de Donga) foi composto na casa de Tia Ciata, em 1917?

E que a Ala das Baianas das escolas de samba surgiu em homenagem a tia Ciata e outras quituteiras baianas, que permitiam que sambistas se reunissem em suas casas quando a atividade ainda era proibida por lei?

Com informações de Fundação Palmares, da série de vídeos Petrobras – Heróis de todo mundo e do site Casa da Tia Ciata

Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura "plenarinho.leg.br - Câmara dos Deputados" e não seja para fins político-partidários

Comente!

Seu endereço de email não vai ser publicado. Campos marcados com * são exigidos